Documentário – Andanças. Os Caminhos que Vivi. Auto documentário relata a vida de Roberto Carlos Rodrigues e sua jornada em busca da realização dos seus sonhos.

“Quando eu me pergunto quem sou eu, sou o que pergunta ou o que não sabe a resposta?” Geraldo Eustáquio.

Anúncios

Documentário – Andanças. Os Caminhos que Vivi.

Mensagens de fé.

By R C Rodrigues,

Irmão s e irmãs, o mundo já tem derrotados demais. Não seja mais um(a). As ruas estão repletas de pessoas cheias de desculpas, argumentos e explicações dos seus vieses, insucessos e fracassos. Não seja mais uma desta lista triste. A sua volta já tem problemas demais. Não atraia mais um nem um milhão. Não seja comentarista das derrotas alheias nem narradoras dos seus insucessos. Seja novo. Permita-se sonhar. Ver com outros olhos o que os outros veem com os olhos desconhecidos e distantes. Sorria mais dos seus erros e celebre sempre suas pequenas conquistas. Mas celebre sempre. Afinal celebra significa enaltecer. Enalteça sempre. Isso é viver. Deus agradece.

Faça isso. Faça isso todos os dias. Assim, sem saber, fará orações poderosas para Deus ser mais generoso para com os outros e menos com você. Agindo assim, serás próspero, sadio e principalmente, feliz. Assim age Deus.

Os sonhos e as metas.

Por Roberto Carlos Rodrigues.

Ontem à noite, durante uma das nossas aulas, perguntei a turma de 28 alunos como estavam as suas metas para 2013. Afinal, o ano já está quase acabando, e como de costume do nosso povo, neste período faz-se tantas avaliações de desempenhos, metas e possíveis sonhos para o próximo ano. A síntese das respostas não me surpreendeu devido a ampla experiência neste traquejo. Apenas 3 alunos disseram que as suas metas serão cumpridas neste ano. A maioria simplesmente disse que não realizou nenhuma das suas metas e muito menos os seus sonhos tão desejados.

Isso comprova que muita gente não está realmente comprometida com a realização das suas metas. A maioria simplesmente embala os seus sonhos para os próximos dias. Isso é, se eles existirem para essas pessoas.

Muita gente não surte o efeito desejado na realização das suas metas pois as confunde com os seus sonhos. Para elucidar essa falsa interpretação vamos definir sonho e meta. Continuar lendo

Eu gosto de gente.

Por Roberto Carlos Rodrigues

Eu gosto de gente.
Gente do bem.
Gente como a gente.
Gente que gosta de ver a beleza do branco das areias das praias. Do negro no céu estrelado, do amarelo no anoitecer, do azul escondido no arco-íris, do verde que o mar não é, mas mostra ser.
Quando se fala em pele, eu prefiro a epiderme. Essa sim é colorida de glóbulos vermelhos, brancos e das outras cores que a gente não ver, mas fazem sem alarde o que conhecemos como vida.

Quando a espera atrapalha

Muita gente confunde esperança com espera e por conta disso muitos sonhos nascem natimortos ou infecundos. A esperança é o dom de acreditar que nos próximos momentos virá a realização dos nossos sonhos. A esperança é estrada por onde nossa fé nos leva até os nossos objetivos. Já a espera é o puro exercício da paciência quando se delega os seus sonhos nas mãos do que conhecemos como destino. Tenha esperança, mas não espere demais, pois amanhã pode ser jamais.

Roberto Carlos Rodrigues